Category Archives: Equipotel São Paulo

Hotéis e tecnologia: o que é indispensável para o hóspede

default-1

Quando alguns hotéis perceberam que era necessário cabear a internet em suas edificações, já era tarde. Antes que os fios azuis conseguissem dar conta de tudo, os hospedes já vinham com uma nova demanda: a senha do wi-fi. Os mais adiantados até ofereciam, porém com um valor adicional a ser cobrado da estadia, o que muitas vezes gera insatisfação dos clientes.

É preciso sempre estar se reinventando e buscando se inserir nas atualizações tecnológicas para não se tornar um dinossauro da hotelaria – parado no tempo e sem condições de acompanhar as demandas dos próprios clientes.
Entre tantas coisas, é difícil prever o que vem por aí. Porém para alguns experts na área já é possível prever o que provavelmente deverá mudar na hotelaria. Para a especialista em finanças e economia Martha C. White, que escreveu um artigo sobre o assunto na Time Magazine, muitos itens antes considerados imprescindíveis em hotéis já são tidos como supérfluos e deverão desaparecer em breve.
Destacando a popularização da consciência ambiental, a troca diária de roupas de cama e até mesmo de toalhas poderá deixar de ser algo comum e obrigatório – ou mesmo parte das exigências dos clientes. Além disso, o serviço de quarto também tende a perder força. O The New York Hilton, por exemplo, extinguiu o serviço há três anos e muitas franquias low cost também já se adaptaram.
As prioridades da hotelaria, segundo uma matéria publicada pelo site hotelogix.com, são segurança de dados, mais tecnologia nos apartamentos e aumento da capacidade da internet.
Confira as principais tendências tecnológicas:
MAIOR FOCO EM PAGAMENTO E SEGURANÇA DE DADOS
Com o número crescente de crimes virtuais, as redes de hotelaria estão investindo mais pesado na segurança dos dados de clientes e nos pagamentos. Em comparação a 2015, o aumento do budgetpara esse setor foi de 25%.
APARTAMENTO “SMART”
TV LED, carregadores sem fio, docking stations, controle de luzes e temperatura automáticos. Essas são as demandas mais comuns do viajante millennial, que pede por apartamentos e espaços para eventos adaptados às novas tecnologias.
O Potting Hotel, em Hong Kong, por exemplo, oferece smartphones em todas as unidades habitacionais com dados gratuitos e chamadas internacionais para alguns países. Os hóspedes podem usar o celular para explorar a cidade durante sua estada.
BANDA LARGA
O wi-fi gratuito está deixando de ser tendência e se tornando necessidade de alguns hotéis. O desafio agora, porém, é ter uma banda larga capaz de suportar todos os dispositivos móveis de hóspedes e até mesmo de pessoas que usam o espaço para realização de eventos.

INTEGRAÇÃO MÓVEL
Os smartphones dos hóspedes podem oferecer facilidade na hospedagem, como servir de chave para o quarto, controle remoto para a TV, luzes e ar condicionado. Além disso, os celulares também podem ser utilizados para tornar a experiência dos clientes mais personalizada. Alguns hotéis da rede Starwood utilizam web beacons conectados na porta de entrada do lobby que detectam informações dos hóspedes, assim o concierge pode cumprimentá-los pelo nome.
Fonte: Panrotas

Conheça o primeiro hotel sem recepção e com cozinha “aberta”

marriotthotels_equipotel

A Marriott está lançando o que ela chama de primeiro hotel “live beta”, propriedade pensada para se testar novas iniciativas em gestão, atendimento ao cliente e serviços ao hóspede. Em um ambiente que é possível comentar e avaliar as novidades, o hotel é uma fonte de ideias do que poderá ser o futuro de um viajante corporativo, já que parte das adaptações consideram as demandas do viajante frequente como academia e restaurante.

Para trazer uma experiência inédita e hi-tech ao hóspede, a Marriott investiu US$ 36 mil em cada um dos 446 quartos seu hotel na zona central de Charlotte, na Carolina do Norte, Estados Unidos, além de reformar a sala de ginástica e renovar todo o andar térreo com a construção do check-in futurístico em que não há recepção e do restaurante de novo conceito, que não tem divisória entre a cozinha e a área de comer.

No hotel que serve de “incubadora de ideias”, é o hóspede quem aponta para o futuro. Foram instalados botões pelo hotel para que eles pressionem e deem um feedback sobre o que encontram de novo. A gerência do hotel registra a observação para estudar eventuais mudanças e melhorias, por conseguinte centradas na experiência do viajante.

Na cerimônia de reabertura do hotel, o CEO da Marriott, Arne Sorenson, disse que a nova cara da unidade levou em conta observações de hóspedes como necessidade de mais luz natural e andares de pisos mais resistentes. Segundo ele, a marca está remodelando outras 25 unidades e tem mais 100 em construção.

Outras características particulares da unidade beta é a contratação de chefs locais para o restaurante e bares, que gerenciam suas áreas com ingredientes locais e frescos.

Franqueadores de hotéis da bandeira Marriott poderão ter acesso ao feedback dado por hóspedes na unidade de Charlotte, bem como se inteirar da taxa de ocupação e desempenho da área de alimentos e bebidas.

Fonte: Panrotas

Por dentro da fabricação das aeronaves Airbus; veja

airbus

TOULOUSE (FRANÇA) – O processo de fabricação de uma aeronave é algo grandioso, exige muito esforço, investimento e perfeição na instalação de todos os itens. Do lado do viajante, todo esse processo ainda é cercado de muita curiosidade. Como é feita a montagem? E a pintura? Como são instalados os assentos e outros componentes?

Em viagem pela França, no acompanhamento da entrega do primeiro A320neo da Avianca Brasil (saiba mais), a reportagem do Portal PANROTAS teve a oportunidade de visitar a linha de montagem da Airbus e desvendar alguns procedimentos que até então estavam apenas no imaginário dos amantes da aviação.

Além das fotos exclusivas, que você, leitor, confere abaixo, selecionamos também um vídeo que mostra, em poucos minutos, como é feita a montagem e finalização do A380, considerado o maior aviação comercial da atualidade. As imagens, editadas em timelapse, mostram rapidamente um trabalho que dura semanas até tornar-se realidade.

Veja o vídeo aqui.

Fonte: Panrotas

Saiba quais são as dez coisas mais irritantes ao hospedar-se em um hotel, segundo jornalista da Traveller

sign-1185059-960-720kkkkk-1

Viajantes frequentes certamente já se depararam em algum momento com um dos itens relacionados abaixo. Conheça dez das coisas mais irritantes encontradas durante a estada em hotéis, publicadas por Michael Gebiki para o site Traveller.

Bufê
No café da manhã, algumas pessoas não têm o hábito de comer grandes quantidades de panquecas, omeletes, pães, bolos ou doces e optam apenas por uma tigela de frutas, um suco de laranja ou um chá. É nessa hora que o bufê do café da manhã (quando não é oferecido gratuitamente pelo hotel) torna-se um problema, pois ninguém quer pagar pelo que não consumiu. Nesse caso, alguns preferem se dirigir a uma padaria ou café mais próximo, onde podem gastar somente o necessário.

Pias
Então você acaba de encher a pia de água para lavar alguma peça íntima ou fazer a barba e, em um minuto de distração, a pia está novamente vazia. Algum tempo atrás, quando a necessidade de água deixou de exigir viagens para o poço mais próximo, alguém inventou a tampa de borracha para pias. Um acessório intuitivo e simples mas que perdeu espaço para novas tecnologias que, digamos a verdade, não possuem o mesmo desempenho de uma simples tampa de borracha. Os hotéis da era dos millennials devem voltar ao básico e parar de tentar transformar algo que já funciona tão bem.

Chuveiro
Quão difícil pode ser a construção de um chuveiro que não molhe todo o chão do banheiro durante a sua utilização? Alguns países europeus ainda não estão familiarizados com o conceito de um chuveiro moderno que, além de evitar o desperdício de água, não inutilize o tapete do banheiro após um único banho. Que esperam esses hotéis? Que os hóspedes tomem banho de cocóras ou sentados utilizando apenas a ducha de mão? No ano de 2016?

Check-Out às 10h
Comum em hotéis pelo mundo, sobretudo na Austrália, o check-out às 10h da manhã é totalmente inadequado. Imagine o seguinte cenário: você acorda no domingo com o desejo de descansar mais um pouco e descer para o café um pouco mais tarde do que o comum. Há de se ter paciência e poder de argumentação para conseguir uma hora extra e, em muitas casos, este esforço não compensa.

Wi-Fi
Livre na maior parte dos aeroportos, cafés, restaurantes e até mesmo em espaços públicos, o sinal wi-fi ainda é cobrado em muitos hotéis pelo mundo. As taxas cobradas são no mínimo abusivas: por que pagar US$ 20 por algumas horas de uso se nos Estados Unidos, o serviço ilimitado disponibilizado por 30 dias custa em média, US$ 100?

Pré autorização
No momento do check-in é comum o recepcionista pedir o cartão de crédito para eventuais despesas extras. “Não se trata de um custo”, dizem. No entanto, muitos hóspedes sentem como se colocassem algemas em alguns de seus fundos, já que, após o check-out, podem levar dias ou até semanas para que o reembolso seja concluído.

Tomadas elétricas
Onde estão? Já se foi o tempo em que, para recarregar seus aparelhos celulares, era necessário mover algum móvel ou praticar contorcionismo para conectá-lo em algum canto quase inalcançável. O ideal é que os hotéis tenham um par de tomadas, uma em cada lado da cama. Também é indicado que estejam à altura do umbigo e tenham versatilidade para aceitar qualquer tipo de plugue, além de entrada USB.

Espaços para bagagem
Entrar em um quarto e não encontrar espaço útil para desfazer uma única mala é algo que definitivamente irrita qualquer um. Pior é terminar de desfazê-la e perceber que o ambiente tornou-se de repente uma confusão de roupas espalhadas em locais de improviso, como poltronas e mesas de trabalho. Todo hotel deve contar com uma bancada longa em frente à cama onde o hóspede possa espalhar tudo o que precisa.

Secador de cabelos
Apesar de menos comum, já que a maioria dos hotéis oferece o acessório, encontrar uma tomada próxima ao espelho do banheiro para o secador de cabelos, por mais incrível que possa parecer, ainda é um desafio em muitos hotéis pelo mundo.

Interruptores de luz
Assim como as tomadas, interruptores em ambos os lados da cama, por favor. O ideal é ter ao seu alcance o controle de toda a iluminação do quarto, pois, em muitos casos, sempre que se apaga uma luz, encontra-se outra acesa, seja em um abajur ou até mesmo no detalhe incandescente de algum móvel.

Fonte: Hôtelier News

Inaugurações e reformas: Veja 10 novos hotéis em Londres

default

Como é esperado de um dos destinos mais concorridos do mundo, Londres aumentou sua oferta hoteleira para este ano, e a escrita será a mesma em 2017. A capital inglesa tem, para o final de 2016 e início de 2017 inaugurações que vão movimentar seu setor de hospedagem. Todas as regiões devem ser contempladas, tanto as mais afastadas quanto as zonas comerciais mais frequentadas da cidade.

Confira as recentes e futuras inaugurações da hotelaria de Londres:

COURTHOUSE SHOREDITCH

Maio deste ano foi o mês de abertura do Courthouse Hotel Shoreditch, localizado em Great Marlborough Street. Com 128 quartos, o hotel tem em sua edificação as antigas celas e também uma moderna piscina subterrânea. Ainda que já esteja aberto, o hotel deve ter sua reforma total concluída em dezembro.

CITIZENM TOWER OF LONDON

A rede de hotéis holandesa Citizen M abriu o Tower of London em 2016. Agora, a rede acumula quase 780 leitos na cidade, sendo seu projeto mais ambicioso o Tower of London. Construído literalmente no topo da Tower Hill, o hotel fisga pelo design arrojado dos móveis à arquitetura, que inclui um luxuoso bar.

MONTCALM ROYAL LONDON HOUSE

Este ainda tem cheiro de novo. Inaugurado neste mês, o Montcalm Royal London House oferece leitos a quem pretende ficar pela região da Finsbury Square. Com 253 quartos, este é o sexto empreendimento da Montcalm na cidade.

O bar no terraço será aberto no mês que vem.

LALIT LONDON

Primeiro hotel do grupo indiano Lalit na cidade, o Lalit London tem 70 quartos e uma piscina em espaço fechado. O hotel, cuja reforma acaba de ser concluída, está em um prédio onde funcionava uma antiga escola, localizada em One Tower Bridge.

FOUR SEASONS HOTEL LONDON

Pronto, mas aceitando reservas apenas a partir de fevereiro, o novo Four Seasons Hotel London que fica na Ten Trinity Square revitaliza a antiga região de Port of London Authority com novidades também em seu lado de dentro, com uma decoração luxuosa em mosaico nos banheiros. O mais impressionante, contudo, é seu espaço para eventos: a UN Ballroom, onde a ONU promoveu uma assembléia geral em 1946.

THE NED

Pronto, mas também disponível para reservas somente a partir de 2017, The Ned tem 252 quartos, nada menos que sete restaurantes, um spa e duas piscinas. Um dos projetos mais ambiciosos da hotelaria inglesa nos últimos tempos, o hotel fica onde funcionava a sede de um banco, construído em 1920.

THE CURTAIN HOTEL AND MEMBERS CLUB

Mais um hotel pronto com disponibilidade para reservas somente em 2017 é o Curtain Hotel and Members Club, que fica no distrito de Shoreditch e tem 120 quartos, assim como restaurantes e piscina no terraço.

NOBU SHOREDITCH

Com 156 quartos, o Nobu Shoreditch abriu nos últimos meses e tem um restaurante de três andares. Também fica na região de Shoreditch.

L’OSCAR HOLDBORN

Antiga igreja batista, só um milagre faria o hotel ser inaugurado antes de 2017. Ainda passando por reformas onde ficava a antiga capela, o L’Oscar Holborn abre para reservas no começo do próximo ano, quando disponibilizará seus 67 quartos, spa, piscina, lojas e salas de reuniões.

THE PRINCIPAL LONDON

O Hotel Russel mudará de bandeira e se chamará The Principal London, pertencente ao Starwood Capital Group. Ainda não há muitas informações em site, mas seu padrão deve ser similar ao The Principal York. Sua previsão de abertura é janeiro de 2017.

 

Fonte: Panrotas