Entre no clima da Bienal do Livro e conheça alguns dos principais eventos literários mundiais

livros_BienalSP2014

Mais que simples feiras, os eventos literários espalhados pelo globo funcionam como ponto de encontro multicultural. É o caso da Bienal do Livro de São Paulo, por exemplo, onde acontecem workshops, atividades infanto-juvenis, palestras, sessões de autógrafo e bate-papos com autores dos mais variados assuntos. A programação vai além dos livros, incorpora questões de interesse sócio-cultural e oferece uma experiência completa para o público.

Na última edição, foram mais de 700 mil pessoas circulando pelo pavilhão de exposições do Anhembi. Cada uma com suas preferências, mas todas compartilhando a paixão pela leitura. Com o intuito de melhorar cada vez mais a Bienal que acontece em São Paulo, estamos atentos a tudo que ando rolando no universo literário. E olha, tem muita coisa bacana! Por isso, fizemos um resumo de nossas inspirações para contar aqui no blog!

Com vocês, os destaques das maiores feiras de livro do mundo!

Feira Internacional do Livro de Tóquio

Com um público de 40.000 mil pessoas, a feira do livro de Tóquio reúne as principais editoras do mundo em 3 dias de evento. Por lá, o público encontra seminários, eventos culturais e tem acesso a diferentes assuntos como ciências naturais, literatura infantil, sociologia, entre outros. É uma infinidade de informações que agora, com a Era Digital, estão cada vez mais disponíveis e utilizados no formato e- book.

Feira do Livro de Frankfurt

Com uma tradição de mais de 500 anos (!?!), é considerada o maior encontro do segmento editorial e recebe mais de 7 mil profissionais e cerca de 280 mil visitantes em suas edições. É nela onde ocorre as entregas do Friedenspreis des Deutschen Buchhandels (Prêmio da Paz do Comércio de Livro Alemão), que tem reconhecimento internacional, e do Deutscher Jugendliteraturpreis, que seleciona a melhor obra da Literatura infanto-juvenil alemã.

Feira do Livro da Argentina

A Feria Internacional del Libro de Buenos Aires é conhecida por ser a de maior duração no mundo. Em sua última edição participaram 1.424 expositores e 35 países diferentes, distribuídos por 36 mil m². Nesse evento, como dizem, “Hay de tudo um poco”. A cidade em si já é cheia de livrarias e os argentinos sempre foram considerados, dentro da América Latina, como leitores privilegiados. Jorge Luis Borges, Ernesto Sábato e Julio Cortázar encabeçam a lista dos autores preferidos do público.

Feira do Livro de Londres

Celebrando 45 anos de vida em 2016, recebe 25 mil profissionais anualmente e acontece entre os dias 12 e 14 de abril. Durante esses três dias, o visitante tem contato com bloggers e autores, e pode participar diversos seminários. Tudo isso é concentrado em uma plataforma de educação que oferece acesso a livros de várias partes do mundo, possibilidades de negócio e um rico intercâmbio de conhecimentos.

Feira do Livro de Bolonha

Criada em 1965, é o maior e mais importante evento voltado às publicações infanto-juvenis. Além de reunir as principais editoras do ramo, conta com a participação de autores, ilustradores e agentes literários que ampliam seus negócios e discutem o mercado editorial. Na edição de 2014, o Brasil foi homenageado com a exposição “Brasil: Incontáveis Linhas, Incontáveis Histórias” – onde foram selecionados os trabalhos de 50 artistas brasileiros. Para se ter uma ideia do tamanho, nesse ano 1200 expositores, vindos de 75 países, participaram da feira.

Feira Internacional do Livro de Guadalajara

Acontece todos os anos na capital do México e é considerada a mais importante para o mercado editorial de língua hispânica. E, em tamanho, perde apenas para a Feita de Livros de Frankfurt. Na programação estão grandes oportunidades de negócio, novos autores e até mesmo atividades de cinema, música e teatro. Um verdadeiro festival cultural, que já inclui a participação de algumas editoras brasileiras.

Book Expo America

Principal evento da indústria editorial americana, intercala suas edições entre as cidades de Chicago, Washington, Los Angeles e Nova Iorque. Mas, independentemente de onde é realizada, atrai os públicos local e internacional. Não é à toa, já que traz as maiores e mais requisitadas editoras mundiais, lançamentos e movimenta uma parcela considerável do mercado de livros. Em 2015 a China entrou, pela primeira vez, na lista de países integrantes. Autores, bibliotecários, leitores assíduos e até celebridades de Hollywood costumam visitar a feira.