Equipotel 2016: oportunidade de ver produtos, equipamentos e práticas sustentáveis para o setor!

sustentabilidade_co2_equipotel2016

Quando pensamos em sustentabilidade para o setor produtivo o primeiro passo é conhecer as inciativas que empresas estão adotando, tanto no Brasil como no mundo, para abordar o difícil desafio de crescer sem agredir o meio ambiente.

Nesta edição da Equipotel teremos o Hotel Modelo construído de forma 100% sustentável e por isso é muito importante compreender como a adoção de práticas sustentáveis pode alavancar o seu negócio.

Uma das formas de fazer isso é através da adoção de selos ambientais.

Existem programas de certificação para construções, como o selo LEED, ou aqueles destinados a gestão de processos, como os da série ISO.

Outra opção é o programa EcoLíderes do TripAdvisor divulga as pousadas e os hotéis ecologicamente corretos, dos mais econômicos ao mais luxuosos. Esses estabelecimentos adotam práticas sustentáveis, como a reciclagem, comida orgânica e postos de recarga para carros elétricos.

Além de certificações, que permitem explorar ainda mais a adoção de equipamentos e práticas de gestão sustentáveis, é possível determinar a pegada ambiental de um empreendimento através da realização de inventário de Gases do Efeito Estufa emitidos em função da operação. O Brasil que é signatário do protocolo GHG (padrão internacional para o reporte de emissões) é um dos 10 maiores emissores de gases do Efeito Estufa do planeta, sobretudo por ações de desmatamento e emissões veiculares. Essas são duas condições afetam diretamente o turismo no Brasil, uma vez que nossas belezas naturais são fortes indutores de turismo para o país.

Qualquer que seja a estratégia a ser adotada com relação a práticas sustentáveis, o importante é sair na frente dos concorrentes diminuindo a pegada ambiental e ao mesmo tempo gerenciando cada vez melhor seu negócio.

A edição 2016 da Equipotel será uma ótima oportunidade para conhecer produtos, equipamentos e práticas sustentáveis voltadas para o setor.

Fonte: Adriana Prestes – CO2 Neutro