Tag Archives: mercado

Consumidores procuram marcas que aliem propósito, sustentabilidade e design

evento-4299-logo_organizador-1

Com isso, a preocupação com o meio ambiente vem ganhando espaço no mercado corporativo.

Cada vez mais pessoas estão adotando hábitos amigáveis com o planeta e ficando mais atentas sobre as marcas que consomem. E foi em meio a este novo cenário que investidores do sul do Brasil perceberam que poderiam deixar um legado positivo e ajudar o mundo a se tornar um lugar melhor.

Segundo Lucas Saad, diretor da consultoria saad branding+design, esse é um olhar que ganha cada vez mais força no Brasil. “O consumidor está mudando e isso está levando o mercado a olhar para sua produção com mais cuidado, preocupando-se cada vez mais com o meio ambiente”, explica.

Foi com esse foco que a empresa curitibana IES Trading decidiu criar uma nova marca de produtos e soluções eficientes que trouxessem economia tanto em recursos naturais quanto econômicos para o mercado nacional e internacional. “Hoje as pessoas não compram só um produto, elas compram também um conceito que diz muito sobre elas mesmas, o modo como elas enxergam a vida e os valores que possuem”, comenta Juliano Alferes, gerente de produto da marca.

Após o cruzamento de uma intensa pesquisa de mercado, público, cenário e da própria empresa, criou-se um nome flexível, único e inesperado para a marca: RE. O prefixo RE, que significa “fazer novamente”, traz diversas associações como REpensar, REfazer, REnovar. REcriar, etc. Ele foi estrategicamente pensado considerando a atuação internacional da empresa, podendo ser utilizado em frases em português, inglês e espanhol sem perder seu significado, como por exemplo: “REpense a luz, use led”, “RElight your future”, “REspetar el mundo”, etc.

“Nosso desafio foi criar uma marca ousada e inspiradora, que sugerisse um estilo de vida mais inteligente e humano e, acima de tudo, que representasse a sustentabilidade de uma nova maneira, saindo do lugar comum”, explica Saad.

Todos os materiais desenvolvidos pela consultoria partiram dos fundamentos da sustentabilidade (reciclar, reduzir e reutilizar) e procuraram diminuir ao máximo o processo de produção. As embalagens de seu primeiro produto, as lâmpadas LED, foram projetadas em material durável e reciclável, tendo como um de seus principais diferenciais a proposta de reuso e multifuncionalidade (inclusive contendo uma tag em papel semente, um papel especial que pode ser plantado na própria embalagem).

O datasheet, pranchas técnicas para fornecedores e revendedores, foi pensado em função da necessidade de quem irá recebê-lo, tornando possível personalizá-lo ao inserir ou retirar folhas. Segundo Alexandro Deconto, fundador e CEO da RE, todo esse cuidado trouxe um novo olhar sobre a marca, inspirando uma reflexão para um consumo mais responsável, criativo e em sintonia com o meio ambiente.

O projeto ainda está em fase de implementação, mas segundo Saad, promete trazer um novo conceito para o mercado da sustentabilidade. “Precisamos nos preocupar em surpreender as pessoas com novas formas sustentáveis de gerir uma marca e produzir design que realmente traga impacto em suas vidas”, completa.

Fonte: Segs

Empresa de biotecnologia lança seu Relatório de Sustentabilidade

biotecnologia

Biorigin anuncia a publicação da quinta edição do Relatório de Sustentabilidade da Zilor e da Biorigin, com informações relacionadas às safras 2014/2015 e 2015/2016 publicadas de acordo com o padrão internacional estabelecido pela Global Reporting Initiative (GRI).

Destaques do relatório:

– Energias renováveis:

– 98% da energia consumida é renovável;

– Redução de 14% na taxa de emissão de gases em comparação com 2014/2015 (escopos 1 e 2 – Biorigin);

– Redução de 6% da energia consumida em comparação com 2014/2015 (Biorigin).

? Os ingredientes da Biorigin têm emissões de carbono neutro em seu processo de produção e contribuem com essa qualidade sustentável para os produtos de seus clientes.

 Reutilização de resíduos

– Taxa de 99,98% de reutilização agrícola e industrial de todos os resíduos gerados na produção;

 Proteção da biodiversidade:

– 81,5 ha de floresta restaurada;

– Mais de R $ 6,6 milhões em proteção ambiental para as iniciativas de monitoramento, efluentes, gestão ambiental, tratamento e destinação de resíduos.

R$ 2,6 milhões investidos em ambientes de trabalho mais seguros e saudáveis.

Os dez tópicos abordados pela Companhia neste documento foram definidos com base na opinião de várias partes interessadas, através de consultas qualitativas e quantitativas com representantes da comunidade local, do setor público, órgãos reguladores, distribuidores, fornecedores, associações e entidades industriais, instituições financeiras, clientes da Biorigin e funcionários.

Para o CEO Antonio José: “Sustentabilidade, para a Zilor, define-se em aspectos que vão além do que todos conhecem como o triple bottom line ambiental, social e econômico; é nosso core business, é nossa vocação e é nosso jeito de fazer há 70 anos. Com base na cana-de-açúcar, cumprimos nossa missão de responsabilidade socioempresarial de produzir alimentos e energia que contribuem para minimizar os efeitos das mudanças climáticas e alimentam a população que cresce a cada dia”.

Para o diretor da Biorigin, Mario Steinmetz “A Biorigin possui uma característica diferenciada por fazer parte da Zilor e seu ambiente de negócios sustentável. Como suas matérias-primas são fornecidas pela própria Zilor, a Biorigin é uma das poucas empresas a garantir a rastreabilidade total de todo o processo produtivo, desde a produção de levedura ao produto acabado, proporcionando mais segurança aos clientes e parceiros “.

Relatório de Sustentabilidade da Zilor e da Biorigin está disponível online em: www.sustentabilidadezilor.com.br

Fonte: Avicultura

Nova unidade do curso Brasas privilegia a sustentabilidade

infochpdpict000062336208

Prédio terá telhado verde e energia solar e eólica

O curso de inglês Brasas já é bastante conhecido do público. Mas a sua mais recente unidade, em Jacarepaguá, terá novidades consideráveis. A principal característica do prédio da rede será a sustentabilidade, com utilização de telhado verde e energia solar e eólica. As obras ficarão prontas no primeiro semestre de 2017.

Para continuar lendo essa matéria, clique aqui.

Mapa participa de debates sobre sustentabilidade em universidade dos EUA

concursos-abertos-concurso-mapa-ministerio-da-agricultura-pecuaria-e-abastecimento

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) participará dos debates sobre investimentos em sustentabilidade ambiental na Universidade Columbia, em Nova Iorque, nesta quarta (2) e quinta-feira (3). O assessor especial do Mapa para o meio ambiente e sustentabilidade, João Campari, vai falar sobre as contribuições da agricultura brasileira para a agenda ambiental e sobre pagamentos por serviços ambientais em propriedades rurais.

No Brasil, segundo Campari, as experiências de remuneração por serviços ambientais sāo inovadoras e relevantes, mas insuficientes para ter um impacto em escala nacional. Ele cita o exemplo do município de Extrema, em Minas Gerais, onde os produtores rurais recebem um pagamento por adotar práticas de conservação da água e solo. A verba vem de um fundo gerido pelo governo municipal e tem servido para inspirar novos projetos.

“É preciso criar novas formas de pagamento por serviços ambientais prestados pelo Brasil, em geral, e por propriedades rurais bem manejadas, em particular. Precisamos de escala que seja condizente com os nossos esforços”, ressalta Campari. “O país tem uma reserva de vegetação nativa e uma matriz energética de baixas emissões que cria valor inestimável ao mundo. Não há no mundo outro país igual ao nosso.” No entanto, acrescenta, o valor social criado no Brasil não é resgatado via mercado ou via tratamento comercial diferenciado no âmbito internacional.

Os debates desta semana são uma iniciativa do Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Columbia. De acordo com Campari, as discussões servirão de subsídio para os tomadores de decisão na 22ª Conferência do Clima, a COP 22, em Marraquexe, no Marrocos, entre os dias 7 e 18 de novembro.

Clima, floresta e agricultura

Na semana passada, o assessor especial do Mapa participou de outros dois eventos sobre sustentabilidade na agropecuária brasileira. O primeiro ocorreu no dia 24 e foi realizado pela Coalizão Brasil Clima, Floresta e Agricultura em parceria com o Mapa. Cerca de 8º técnicos, executivos de agências multi e bilaterais e representantes de associações de classe e ONGs discutiram, no auditório do ministério, a disseminação de tecnologias para a continuidade da implementação de sistemas produtivos de baixas emissões de carbono.

O segundo evento ocorreu em São Paulo, na última quinta-feira (27), e foi promovido pelo ISCC (International Sustainability and Carbon Certification). No encontro, o Mapa mostrou o alinhamento do setor com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU. Em sua manifestação, o assessor do ministério argumentou que, apesar de o Brasil estar criando valor ambiental com a conservação da sua infraestrutura natural, os mercados ainda têm dificuldade em reconhecer e remunerar o valor criado, seja via preço, seja via tratamento diferenciado no comércio internacional.

Fonte: Cultivar

Em encontro de sustentabilidade, FAS convida Papa para visitar Amazônia

papa_francisco_e_virgilio_viana

Encontro aconteceu no Vaticano, neste domingo (30).
Simpósio Internacional de Sustentabilidade acontece até segunda (31).

O superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgilio Viana, entregou pessoalmente ao Papa Francisco um convite para visitar a Amazônia em 2017. O encontro aconteceu neste domingo (30) no Vaticano, durante o 3º Simpósio da Juventude do Vaticano, realizado pela Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano e a Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN), órgão vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU).

Na oportunidade, o Papa Francisco recebeu das mãos de Virgílio uma carta assinada em conjunto com o Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani, que externa a satisfação da Arquidiocese e da cidade de Manaus em receber Sua Santidade em solo amazonense.

O Papa também foi presenteado com a fotografia de um mural grafitado com a Sua Santidade, elaborada pelo artista amazonense Raiz Campos, e que estampa o muro da Fundação, no bairro Parque Dez, em Manaus.

Virgílio Viana está no Vaticano como coordenador para a Amazônia da Rede SDSN, no 3º Simpósio da Juventude do Vaticano, que termina nesta segunda-feira (31). Convidado pelo chanceler da Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano, Monsenhor Marcelo Sorondo, Viana compõe o painel que escolherá as duas melhores soluções para o desenvolvimento sustentável elaborada por 50 lideres jovens, representando mais de 30 países, de todos os continentes do mundo. Além dele, participa do evento também a representante jovem da Rede SDSN na região, Gabriela Sampaio.

Vinda do Papa João Paulo II para Manaus
Em 10 de julho de 1980, o papa polonês João Paulo II visitou a capital amazonense em sua primeira visita ao Brasil. Esta foi a primeira vez que um papa esteve em Manaus. A visita durou pouco mais de 24h, mas foi o suficiente para ficar na memória de muitos fiéis atraídos não somente pelo carisma do pontífice, como por seu posicionamento político, em sua constante busca pela igualdade e o diálogo aberto com as mais diversas religiões.

À época, o papa participou de uma celebração na Catedral Metropolitana de Manaus (CMM), no Centro, e seguiu para a rotatória da Suframa, Zona Sul, onde ministrou uma missa campal para milhares de votos.

Fonte: G1