Realidade aumentada em latas de alumínio

Realidade aumentada em latas de alumínio

Fonte: Blippar.com

Por Thaís Behar, Designer de Produtos|

O avanço do meio digital é incontestável e irreversível. Cada dia que passa são apresentadas novas ferramentas à comunicação para atender um público cada vez mais exigente e informado. Para isso, inúmeras estratégias que possibilitam a integração entre plataformas offline e online vêm sendo utilizadas. Uma das mais recentes é o uso da realidade aumentada.

Essa ferramenta tem sua origem baseada em códigos de barra simples, que armazenam pequenas informações. Percebendo-se a necessidade de aumentar a capacidade de armazenamento desses selos, foram criados códigos 2D (os QR Codes) que possibilitam o armazenamento de um pouco mais de conteúdo.

A realidade aumentada vem sendo utilizada como forma de captar a atenção do consumidor e se faz valer da curiosidade e da necessidade de obter novas experiências. Utilizada como fator “novidade”, a ferramenta provoca o consumidor a descobrir o que o produto tem escondido para lhe mostrar e possibilita uma maior comunicação da marca com o usuário.

Esta tecnologia não é uma ferramenta assim tão recente, mas ainda é uma nova tendência e vem sendo usada de diversas formas, em diferentes plataformas: painéis em estações de trem, anúncios em revistas, impressões em produtos.

Como funciona a realidade aumentada?

Três componentes básicos são necessários para a existência da realidade aumentada:

1 – Objeto real com algum tipo de marca de referência, que possibilite a interpretação e criação do objeto virtual;

2 – Câmera ou dispositivo capaz de transmitir a imagem do objeto real;

3- Software capaz de interpretar o sinal transmitido pela câmera ou dispositivo.

O processo de formação do objeto virtual acontece da seguinte forma:

1- Coloca-se o objeto real em frente à câmera para que ela capte a imagem e transmita ao equipamento que fará a interpretação.

2- A câmera “enxerga” o objeto e manda as imagens, em tempo real, para o software que gerará o objeto virtual.

3 – O software já estará programado para retornar determinado objeto virtual, dependendo do objeto real que for mostrado à câmera.

4 – O dispositivo de saída, que pode ser uma televisão, monitor de computador ou tela de celular, exibe o objeto virtual em sobreposição ao real como se ambos fossem uma coisa só.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/realidade-aumentada/2124-como-funciona-a-realidade-aumentada.html

Um produto que tem aceitado muito bem a ideia da realidade aumentada é a lata de alumínio, principalmente as de refrigerante. As marcas de bebidas têm apostado na ferramenta para lançamento de novas campanhas e edições comemorativas, como fez a Coca-Cola Zero para a edição especial do Rock in Rio 2013. Cada lata vinha com um ritmo de música escrito na embalagem e através do uso de um smartphone era possível escutar uma música pertencente ao ritmo. Todas as músicas eram das bandas que iam estar presentes no festival.

Fonte: Lacreaturacreativa.com

Outra campanha da marca transformou a latinha de 250ml em uma jukebox portátil. Uma parceria com a empresa Spotify permite que o consumidor tenha acesso, através da utilização de um aplicativo de realidade aumentada, como explicado anteriormente, às top 50 músicas do Reino Unido. O código a ser lido para que a tecnologia funcione é o contorno pontilhado da garrafa desenhada na lata. Infelizmente essa edição não chegou ao Brasil.

Fonte: Blippar.com

A Pepsi Turquia também apostou na realidade aumentada quando fez uma parceria para lançar um filme no país. O aplicativo permitia que o consumidor tivesse acesso a jogos, trailers do filme, tirasse uma selfie em um cenário do filme ou com personagens, concorresse a prêmios e a ingressos para ver o filme Pek Yakinda do diretor Cem Yilmaz. Para ver como era feita a utilização da tecnologia, acesse o vídeo:

Além dessas, Sprite e Guaraná também já incorporaram a realidade aumentada como forma de conectar o consumidor ao produto e despertar sua curiosidade. Ainda pouco usada do Brasil, a realidade aumentada está chegando com mais força, é uma tendência e tende a crescer e se expandir para diversos produtos e plataformas.

 

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Matéria publicada originalmente em Portal Embalagens de Alumínio.

Facebook Comments

Deixar uma resposta